Anúncios

Bagan e seu mar de templos

Bagan é uma região que ainda não está no Grande Mapa das Ruínas simplesmente porque o Mianmar ainda não é um país fácil de visitar (como já falei mil vezes aqui e não vou repetir). O local tem cacife para entrar no clube exclusivo do qual Angkor, Petra e Machu Picchu fazem parte. E com … Continue lendo

Os melhores momentos não são fotografáveis

Preciso confessar: estava muito difícil amar o Mianmar no começo da viagem pelo país. Em Yangon, caí no conto da troca de dinheiro na rua e perdi o equivalente a 80 dólares em um esquema desses que a gente lê nos guias e sites por aí. Pouco depois, peguei um ônibus do inferno de 14 … Continue lendo

Pedalando por Mandalay e arredores

Foram mais ou menos 32 quilômetros em um dia, mas valeu a pena.     Mandalay é a segunda maior cidade do Mianmar e está situada em uma planície tranquila, cortada por rios e incontáveis templos. Ao seu redor estão três cidades muitos simpáticas e turísticas: Amarapura, Inwa e Sagaing. Escolhi percorrer tudo de bicicleta. … Continue lendo

Mianmar: modos de usar

Como eu falei no post anterior, o governo do Mianmar não é o mais legal do mundo – na verdade, ele não está nem no top 100 dos mais legais. Toda a estrutura para os turistas do país está amarrada por regras que controlam onde eles (nós) podem(os) ir, onde dormir, quais ônibus/trens/barcos tomar, como … Continue lendo

Angkor What? Uma visita aos “good ol’ khmer days”

Depois do Laos agrário, entrar em Siem Reap, no Camboja, e ver shoppings, restaurantes caros, sorvete italiano de qualidade, ruas bem pavimentadas e pedintes nas ruas, dá pra pensar que estamos de volta à “civilização”. De certa forma, estamos, ainda que meu hostel seja algo muito sulasiano. O motivo para estar em Siem Reap não … Continue lendo

As ruínas e o mercado de Ayutthaya são imperdíveis se você quer conhecer a Tailândia profunda

Situada a apenas 15 bahts (+-R$1,00) e duas horas de trem de Bangkok, Ayutthaya, antiga capital tailandesa, é um lugar onde as atrações turísticas e a vida comum convivem em harmonia. Não tem gente na rua se esgoelando, querendo te vender uma massagem, um show de pompoarismo ou uma corrida de tuk tuk pelo triplo … Continue lendo