Anúncios

Lugares favoritos para fazer nada em Paris

Fato é que já estava cansada de fazer turismo daqueles de pegar tour e fazer check-in nos lugares famosos quando cheguei a Paris. A viagem estava no fim, a passagem pela Europa rápida demais para dar o tempo de descanso necessário em cada lugar, o saco para enfrentar as hordas de turistas tirando foto com pose em todos os lugares estava esgotando.

Fui conhecer os lugares que quis sem pressa, a certeza de que um dia (ou vários) voltarei à Cidade Luz e verei o que ainda me faltou ver.

É fato que Paris é linda. Cada prédio, pombo, nuvem, um instagram sem filtro. É muito charme por metro quadrado e aproveitei para percorrer a maioria dos caminhos à pé, para não perder nada.

Prepare sua cesta de piquenique e vencomigo pelos lugares onde mais curti fazer nada em Paris.

Quartier Latin

Fato que faltam bancos para sentar e fazer nada com um vinho e um queijo, mas é um lugar ótimo para andar e imaginar a galera gringa que se concentrou em Paris no começo do século XX. As ruas são estreitas e cheias de bistrôs turísticos (onde se vende escargot). Comecei o passeio pela Notre Dame, que fica ao lado do Quartier Latin.

Notre Dame por dentro

Vitrais UAU por dentro, gárgulas e a lembrança do Quasímodo por fora. Dizem que a vista da torre é lindíssima, mas fiquei meia hora na fila pra subir e ainda não tinha nem chegado perto da entrada. Desisti.

Um estranho no ninho...

Um projeto bizarro de Rio em todo lugar colocou um Cristo ao lado das estátuas da igreja. Enganou ninguém.

Shaks

Bem em frente à Notre Dame está a Shakespeare and Company, uma livraria de publicações em inglês. A Shaks&Co original foi fundada por Sylvia Beach, americana, em novembro de 1919. Seus clientes mais fiéis incluiam Ernest Hemingway e James Joyce (a livraria foi a primeira editora de seu consagrado Ulysses, censurado na Inglaterra). A livraria teve que fechar durante os últimos dias da ocupação nazista em Paris e foi “liberada” pessoalmente por Hemingway, como conta Sylvia em seu livro de memórias sobre a livraria. Apesar disso, ela não reabriu.

A livraria atual foi aberta por George Whitman e possui um andar para escritores jovens se hospedarem e teve clientes como Allen Ginsberg, Henry Miller, Anaïs Nin e Paul Auster. Enfim, é um lugar legal e lindo, com um piano no segundo andar que qualquer um pode sentar e tocar.

Sacre Cœur e o morro de Montmartre

Sacre Coeur

O parque loooota à tarde. Todo mundo traz seu vinho, queijo e etcs para sentar com os amigos para observar Paris de seu ponto mais alto. A igreja em si é 24h, então não se preocupe com horário de fechamento. Muitos artistas de rua fazem dali seu local de trabalho e muitos deles são bons mesmo!

a vista lá do alto do morro

Vida ruim, né?

O rio Sena

Sem dúvidas o melhor lugar para se fazer nada, caminhar, andar de bicicleta, comer um sanduíche, tomar um vinho, levar um instrumento musical, enfim, viver.

Eu ia sempre pra perto do Pont Neuf (uma ponte megavelha de Paris apesar do nome se traduzir como “Ponte Nova”) por ser bem perto de onde eu estava ficando.

Abaixo das avenidas que margeiam o rio, muitas vezes há um trecho largo de calçada feito sob medida para quem quer fazer nada por ali.

Sena, mon amour

À noite às vezes passam uns navios chatos com milhões de luzes voltadas pras margens que são chatos, mas dão fotos legais :o)

Anúncios
Comments
One Response to “Lugares favoritos para fazer nada em Paris”
  1. that is the end of this article. Here you’ll find some sites that we think you’ll appreciate, just click the links over

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: